O Globo – Bolsonaro critica proposta da Aneel de tributar energia solar


Para presidente, consumo deve ser estimulado. Agências têm superpoderes, às vezes mais do que o de ministros, diz

Fonte: O Globo, 24/10/2019

 

PEQUIM – O presidente Jair Bolsonaro criticou, durante visita à China, a proposta em estudo pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de taxar a energia solar . A agência pretende reduzir os subsídios para os consumidores que produzem sua própria eletricidade, o que ocorre principalmente por meio de painéis solares. Está em curso uma consulta pública para rever as regras da chamada geração distribuída.

– A Aneel estuda a taxação da energia solar. Tem um entendimento que é diferente do meu. Tá certo que eles entendem. Taxar o sol, ô pessoal, já vai para o deboche. Vai haver uma grande reunião do setor com o Bento (Albuquerque, ministro de Minas e Energia) na quinta-feira. Devemos estimular o consumo sem qualquer taxação – afirmou o presidente.

A proposta da Aneel é alterar as regras sobre a energia que o consumidor gera a mais e joga na rede da distribuidora. De acordo com a regra atual, a energia produzida a mais é devolvida pela empresa de distribuição ao consumidor praticamente sem custo.

Com a mudança proposta, o consumidor passaria a pagar pelo uso da distribuidora e também pelos encargos cobrados na conta de luz. A cobrança será feita em cima da energia que ele receber de volta do sistema da distribuidora. Esses valores, hoje, acabam sendo pagos por quem não tem sistemas de geração distribuída.

A Aneel vem defendendo a mudança sob o argumento de que os custos dos incentivos para quem gera a própria energia acabam sendo pagos depois pelos demais consumidores. O objetivo é reduzir os subsídios embutidos o setor elétrico.

– Eles alegam que o cidadão vai ter a opção de vender o excedente que não use. Queremos pelo menos que a Aneel, que é uma agência independente, que aquele cara que não queira vender seu excedente não tenha taxação alguma – acrescentou Bolsonaro.

Perguntado se haveria pressão das distribuidoras, o presidente afirmou que não queria entrar em detalhes, mas disse que as agências têm superpoderes, às vezes mais que do que o de ministros.

Veja print da matéria abaixo.

Clique na imagem


9 respostas para “O Globo – Bolsonaro critica proposta da Aneel de tributar energia solar”

  1. Roberto Furkin disse:

    É absurdo o que Aneel está propondo é indecente, deixa o Brasil crescer é absurdo mais uma vez o Brasil andar com freio de mão puxado. Isso mais uma vez tem cheiro de corrupção alguém tá ganhando muito dinheiro com essa proposta indecente.

    Presidente bolsonaro votei em você porque acredito em uma democracia justa, Vamos acabar com essa Oligarquia Super Poder presidente quem tem é somente Deus! Isso mais uma vez tem cheiro de corrupção e impunidade Neste País. Faça a diferença.

  2. Realmente uma indecência, taxar a energia do retorno nas ligações on-grid e desestimular o crescimento da energia solar, que é uma tendencia mundial. Não vamos deixar isso acontecer. Chega de tanto autoritarismo dessas agencias em cima da população. Fazem o que querem, aumentam quando querem, na proporção que querem, na hora que querem e com quem quer que seja. Chega! A motivação dessa taxação estúpida é que o consumidor que não tem energia fotovoltaica, vai pagar mais pela energia da rede. Então, isso na verdade é um estimulo. Ele VAI SE VIRAR PARA GERAR SUA PRÓPRIA ENERGIA e isso é muito bom.

  3. Diego disse:

    Bandeira vermelha na conta de energia devido a falta de água..
    Desculpa da bandeira vermelha…eh pq estão queimando carvão e se torna mais caro…
    Intao eh simples ..c comprarem toda.enrgia solar…poderiam repassar mais barato pra quem não tem sistema!!

  4. frete niteroi disse:

    Legal, parabéns aos responsáveis.

  5. frete recife disse:

    Bem explicado, parabéns aos responsáveis do site.

  6. Aqui é a Kelly Dos Santos, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.