Para cada tipo de pessoa, existe uma alternativa solar. Qual é a sua?


A Priscilla Levisky tem 31 anos, é engenheira eletricista e desde a faculdade é apaixonada pelo assunto “energia solar fotovoltaica”. Ela mora em um prédio de 3 andares na Praia Grande, litoral sul de São Paulo, em um apartamento de 50 m², com consumo de 133 kWh/mês.

“Sempre sonhei em gerar eletricidade a partir do sol, mas achava difícil conseguir algo que funcionasse para o meu apartamento e que coubesse no meu bolso”, contou. A solução para a Priscilla veio da geração distribuída compartilhada, que leva a eletricidade gerada em uma usina solar fotovoltaica para vários consumidores, mesmo se não tiverem telhado próprio.

“Eu virei uma consumidora de solar há 9 meses e estou muito orgulhosa! Graças a esta mudança de consumo, tive uma redução de 20% no preço da minha conta de luz. Além disso, a minha família já deixou de emitir 36 kg de CO₂ no ambiente”, contou.

Gostou de conhecer a história da Priscila? Para cada pessoa existe uma alternativa solar!

Você também mudou para a solar fotovoltaica e quer contar a sua história? Entre no nosso site www.absolar.org.br/fale_conosco e mande para a gente com a #GenteSolar. Compartilhe este post e vamos ajudar o setor a crescer.

Veja o post na íntegra.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.